terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

E quando um Cancro nos bate á porta

Poderia utilizá-lo com várias expressões, como por exemplo, “um cancro de pessoa”, “ é horrível, que cancro!”. Mas infelizmente, o cancro que nos bateu á porta foi o cancro que, conforme definição do dicionário:

cancro (latim cancer, -cri, caranguejo, lagostim)
Med. Tumor maligno formado pela multiplicação desordenada de células de um tecido ou de um órgão. = câncer, carcinoma

Neste caso, o cancro da mama.
Como todos sabemos cada vez mais o cancro da mama atinge 32% da população feminina compreendida entre os 40 a 50 anos. Mas neste momento cada vez mais são os casos que aparecem a partir dos 25 anos.

Este cancro bateu-nos á porta de casa em Novembro de 2009. A pessoa que o recebeu foi a minha mãe. Pensamos sempre que só acontece aos outros, mas quando passamos por ele, eu diria “Aqui é que a porca torce o rabo”.

Nunca passei, falei e vivi tanto tempo com doenças,exames hospitais e afins...está a ser uma fase dura. A minha mãe já começou a quimioterapia, fez uma primeira sessão e está a caminho da segunda.São quatro sessões (sendo elas de 20 em 20 dias). Depois repetem-se os exames e se Deus quiser, pode-se operar.

Tudo isto tem que ser ultrapassado com muita calma e paciência e pensar que melhores dias virão.

Isto tudo para dizer que, como já perceberam vontade de escrever não tenho muita, e também o meu ano não começou da melhor maneira (até pode ser bom, porque o que começa mal, acaba bem). A todos que ainda não desejei, desejo-vos um Feliz 2010. E para mim, cá tenho o meu lema “o que não nos mata torna-nos mais forte” e se todas estamos a conseguir ultrapassar esta “visita inesperada” que mais parece um camião que nos está passar por cima, á minha mãe que é a pessoa mais forte e é quem mais está a sofrer as consequências, desejo o melhor do mundo e que se mantenha igual ao que tem sido até hoje.

15 comentários:

Geovana disse...

Oi Sofia

Sei que não nos conhecemos pessoalmente, mas tenho um carinho enorme por vocês duas e só posso dizer que vou orar muito e que Deus vai dar saúde à sua mãe, que ela vai se fortalecer com tudo isso.
O câncer realmente não escolhe pra quem vem e não pode ser evitado, mas hoje os diagnósticos e cura são bem maiores, então é só questão de tempo para tudo ficar bem.
Quanto a escrever, venha até aqui nem que seja para desabafar.

Beijo!

Salva disse...

Ciao Sofi,

mi associo pienamente alle parole di Geovana.
Come ha detto lei bene, la medicina sopratutto riguardo il tipo di cancro che ha tua madre, ha fatto dei grandi progressi. è solo una questione di tempo per guarire.

Riguardo tua mamma, la conosco dal suo blog, e dalle tue descrizioni su di lei.
Ma la reputo, anche dalle sue foto, una donna che emane una grande forza ed energia vitale.
E quella forza gliela date voi figli che la amate.

Hai fatto bene a scrivere su questo, ci si libera un poco la mente.

Un bacio Sofi,
a te e tua mamma,

Salva

Ernesto G. disse...

Todo estara bien, ya veras. Son los golpes de la vida. Sabes que te aprecio mucho y se que con los pensamientos positivos de todos los que te queremos, tu mami se pondra bien. Me le das un beso de mi parte y cuidala mucho. Y sigue positiva, que esa es la mejor manera de enfrentar estas tormentas que se aparecen por el camino.

Henrique disse...

Sofia,

Deixo-vos um abraço apertado, cheio de amizade e de força. Os meus pensamentos estão com a tua mãe e tenho a certeza que com a força que ela tem, acrescida à força que tu e a tua irmã lhe vão dar, irá ultrapassar esta fase.

Abraços e beijos,

Henrique

Sofia disse...

Olá Geova!
O cancro não escolhe mesmo para quem vem e hoje em dia vai para muitas pessoas. O que me assusta, agora que ando nesta roda viva (hospitais, médicos, etc) são os casos de cancro, a quantidade de pessoas que têm cancro.O meu pensamento é, que devido a esta enorme % de cancro, que cada vez mais os tratamentos sejam eficazes e que haja definitivamente cura para todos eles. Mas que é duro, é ...
Muito obrigada pelas tuas palavras.

Salva, grazie por tutto!

Ernesto,gracias por tus palabras!

Henrique!Como estas?Sabes que passamos o fim-do-ano em Unhais e levamos fogo de artificio?:)
Dou sim, um beijinho á minha mãe.
Obrigada pelas tuas palavras.

Beijos a todos!
Sofia

Tombazana disse...

O meu grande Bem-Hajam a todos os que por aqui passam, pela força, pela energia pelas doces palavras que me dedicam e a ti, minha filha, pela tua coragem ao publicares este post que sei bem o quanto te virou a vida do avesso!

Acredita Sofia que vou mesmo sair vencedora desta "Batalha Naval". É que com todo o apoio que vocês me têm dado, tu, a tua mana, a minha mana, a minha mãe e os meus amigos...com esta grande onda de energia positiva só posso mesmo sair vencedora.

Muitos beijinhos a todos estes amigos que também aqui tenho...Geova, Salva, Henrique meu priminho, o meu ABRAÇO.

Beijinhos muitos Sofia

Sofia disse...

Beijo grande mãe e põe-te mas é boa para podermos fazer prainha...;)Gosto muito de ti***

Cristiane A. Fetter disse...

Sofia, só fiquei sabendo agora.
Mas a vida é assim cheia de surpresas, mas tenho certeza que vocês irão passar por isso e tudo vai dar certo.
Estarei fazendo pensamento positivo pela sua mãe.
bjks

Sem rumo disse...

ola sofia..tenho andado um pouco desaparecido mas estou de regresso.
Ja li o que aconteceu e de facto é sempre uma noticia daquelas que nunca queremos ver pela frente, mas há que ter esperança, o que nao mata torna-nos mais forte e há que ter fé, porque o cancro nao é invencivel!
Vai ser um longo percurso mas acredito e faço votos que vençam no fim.
beijo doce

Natalina Cóias disse...

A energia da tua mãe, juntamente com a vossa força e coragem, de certeza que vão ajudar a que tudo termine rápido e bem...penso muito em vocês todas e acho que sendo todas tão unidas esta fase mais negra da vossa vida vai ser depressa ultrapassada! de certo que vão sair todas bem mais fortes! Força!!!
Adoro-te "maninha"!

Yuya disse...

Hola Sofi, estoy perdida y no sabìa nada de tu mami, lo lamento mucho y espero de corazòn que se cure lo màs pronto posible. Me inmagino lo que debes estar pasando, te mando un abrazo y llènate de fuerzas que todo saldrà bien.

Sofia disse...

Cris, muito obrigada!Beijo

Luis,esse é o meu lema, o que não nos mata torna-nos mais forte...e acredita que vamos vencer, esse é um dado adquirido...mas custa muito.Obrigada.Beijo

Natalina, obrigada pelas tuas palavras e nós todas gostamos muito de ti.Beijos

Yuya, que bueno te veer aqui de nuevo!!!:)
Si, es verdad que estoy pasando un momento complicado, ma tengo la certeza que tu va bien.Gracias por tus palabras.
Como estan las ninas? Y la nina, mas nina?:)Besos para todos.

Filipe disse...

Olá Sofia,
Antes de mais agradeço o teu comentário no meu blog, ainda para mais sabendo pelo que estás a passar.
É tudo muito difícil, eu sei. Há dias melhores e dias piores e nem sempre uns dão para compensar os outros...
Desejo-te as maiores forças para enfrentar isso e muita força para a tua mãe também. Tentem viver o dia a dia o melhor possível e nunca perder a esperança. Sei, por experiência própria, que às vezes é muito difícil, mas se nos apoiarmos uns nos outros a coisa vai indo.
É possível vencer o cancro! Eu próprio já o venci uma vez e vivi muitos anos depois disso sem qualquer preocupaçao sobre isso. Agora voltou de novo, noutro sitio diferente, não sei se é alguma predisposição genética que tenho ou se é simplesmente azar. Seja como for há que lutar. Não o deixo ganhar sem dar luta primeiro.

Beijos e força!
Filipe Infante

Sem rumo disse...

Olá Sofia! Como tens tado?
Espero que esteja tudo a correr o melhor posível.
Compreendo que possas não ter muito tempo para dedicares-te ao blog, o que é compreensivel, mas nao me leves a mal mas vai dando noticias sempre que possas.
Alguma coisa que precises, gostava de poder ajudar.

Beijoca*

Anónimo disse...

free por [url=http://pornushi.ru/english-version/free-gay-porn/gay-men-cocks-video-free.htm]gay men cocks video free[/url]