segunda-feira, 23 de março de 2009

Philadelphia

Ontem voltei a ver um filme que já não via há imensos anos e que gosto muito. Vi pela primeira vez este filme quando foi para cartaz, na altura que foi nomeado a Oscares, acabando por ganhar um Óscar pelo melhor Actor (Tom Hanks) e outro pela melhor Banda Sonora (Streets of Philadelphia - Bruce Springsteen), isto em 1993.

Andrew Beckett (TOM HANKS), um jovem e prometedor advogado, vê a sua carreira subitamente em perigo quando é despedido da firma de advogados onde trabalha. Dizem-lhe que ele não tem capacidade para o lugar. Andrew sabe que é devido a ter contraído SIDA. Determinado a defender a sua dignidade e a sua reputação profissional, Andrew contrata Joe Miller (DENZEL WASHINGTON), um anónimo advogado homofóbico especializado em casos de ofensas pessoais, para processar os seus ex-patrões por despedimento sem justa.

Este filme para mim, aborda um tema bastante interessante e polémico ao mesmo tempo, a discriminação do seropositivo o preconceito aos homossexuais. Na altura que o filme foi feito, ainda não se ouvia falar tanto em Sida e também os Homossexuais eram olhados como "bichos", mas com isto não quero dizer que hoje em dia já não há discriminação, infelizmente, em pleno século vinte e um ainda existe muito este preconceito.
Este filme retrata, o que muitas pessoas ainda hoje fazem perante uma situação de Sida e Homossexualidade e para mim é incompreensível este tipo de comportamento, mas que existe, existe...e eu acho que nestes casos devia haver uma punição, para a discriminação!


6 comentários:

Salva disse...

Ciao Sofi,
sicuramente uno dei piú sinceri Film sulla discriminazione, che ha contribuito molto sull'informazione ed educazione su questo argomento!
Gli attori sono stati strepitosi. Ognuno con il suo ruolo. Come anche il giovane Antonio Banderas nella parte dell'amico di Hanks.

A proposito AIDS. Hai visto lo scandalo di Papa Ratzinger no? Dove afferma che i preservativi non servono per fermare l'AIDS, ma bisogna vivere secondo la chiesa cattolica. Incredibile! Un irresponsabilitá incredibile. E questo detto addiruttura nella terra dove cé il maggior numero di ammalati di AIDS!!

Bel Post Sofi.

Un bacio,
Salva :)

Alexsandra Moreira disse...

Eu já tinha percebido que seu blog está muito lindinho Sofia... Adoro flores e essas estão de muito bom gosto. Vc indica algum site que eu possa ver?

bjs

Ps: Vou botar na minha lista de filmes, valeu a dica.

Sofia disse...

Sì, lo so Salva ... para mi Parate di sapere che i Papa, i Padri, la maggior parte di loro sono pedofili o homossexuais.
É incredibile ha pubblicamente dire questo ... ma niente che mi stupisce, per esempio, anche sentito di un caso in Brasil, dove una ragazza di 10 anni è stata violentata dal patrigno e divenne incinta e, pertanto, ha dovuto fare un aborto (naturalmente) e Padre scomunicare la madre della ragazza e niente da dichiarare sul patrigno, è stato solo coloro che hanno violato la ragazza.:S
Così il patrigno non è accaduto nulla, perché la ragazza era incinta abortito perché il suocero è stato scomunicare, perché non rendono legale, l'aborto ... non normale???!!!
Para mi Papa e Padri a me non hanno nesuna credibilità.

Ahhh! Sai que il film "Che" già in Portogallo. Tengo que vedere...:)

Beijo*


Ale, obrigada!!!Eu tenho que procurar o site onde eu fiz estas imagens do Blog, porque eu tinha guardado aqui nos meus favoritos, mas há pouco tempo ainda a "organizar" tinha coisas que não interessava e não sei se apaguei sem querer. De qualquer maneira vou procurar e também fazer busca na internet e depois digo-te ok?!

Um beijo!*

Salva disse...

Storia incredibile, di quella ragazza. Ma purtroppo succede spesso, e rimangono impuniti, purtroppo :S
A me i preti non sono mai piaciuti. Non mi hanno mai sussurrato molta fiducia e credibilitá. Ma questo forse é in famiglia. Giá mio padre non li sopportava i preti!!

"CHE" é giá arrivato? guardalo! Qui arriva in estate. Ma io giá l'ho visti pochi giorni fá in spagnolo, con sottotitoli inglesi. è interessante, ma la fine rimane aperta. Appunto perché arriverá dopo la seconda parte del film. Comunque é fatto molto bene. Ti piacerá! :)

Bacio,
Salva :)

Yuya disse...

La descriminaciòn existe desde tiempos remotos, no entiendo porque no nos hemos habituados a tratar normal con quien tiene gustos diferentes, porque de gusto se trata. Homosexualidad y de ahì el Sida, son aùn parte de la descriminaciòn, creo sea gracias a la iglesia que lo divulga, y somos muchos los creyentes, sea falso ò verìdico.

Besitos Sofi:)

Sofia disse...

Sì Salva, concerti che vedo il film, molto presto ...:)Bacio*

Yuya, infelizmente es este mundo en que vivimos, esta es nuestra sociedad y, como usted dice, con razón, el problema comienza en la Iglesia que están en contra de todo y todos. Tienen normas que no estoy de acuerdo en nada ...Besitos*